Refletir e Participar

“Calar, às vezes, significa mentir porque o silêncio pode ser interpretado como aquiescência. Eu não poderia sobreviver a um divórcio entre minha consciência e minha palavra, que sempre formaram um excelente par.” (Miguel de Unamuno) ESTE BLOG É APOIO PARA O BLOG *REFLETIR E PARTICIPAR* www.refletireparticipar.blig.com.br

12 junho 2006

Contribuições federais pesam cada vez mais

SIMONE CAVALCANTI
12/06/2006 SÃO PAULO - GAZETA MERCANTIL

As contribuições federais(PIS, Cofins, CPMF, CSLL e Cide) têm cada vez mais peso
na formação do superávit primárioda União. A participaçãodesses tributos na arrecadação
federal registrou crescimento robusto nos últimos dez anos.
Em 1996, o volume obtido foi de R$ 31,88 bilhões. No ano passado, alcançou R$ 172,82
b i l h õ e s , j á contando com a criação da Co nt ri bu iç ao de Intervenção sobre o Domínio Econômico
(Cide), que participou com R$ 7,68 bilhões. Desta forma, esse conjunto ultrapassou o dos três principais
impostos (IR, IPI e II) , que registraram R$ 159,76 bilhões durante 2005.
“No atual sistema tributário nacional essa é uma modalidade indispensável para a manutenção
do superávit primário”, diz o sócio para a área de Tributos da Terco Grant Thornton, Wanderlei Ferreira.
Nessa evolução, individualmente, têm destaque a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) cujos repasses da sociedade ao governo subiram de R$ 17,89 bilhões em meados da década passada para R$ 88,94 bilhões em 2005 — e o Programa de Integração Social (PIS), que rendia R$ 7,39 bilhões e
agora responde com R$ 22,79 bilhões, no mesmo período.
Já a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que tem arrecadação contínua desde 1997, saiu do patamar de R$ 6,91 bilhões para chegar aos R$ 87,66 bilhões no final do ano passado. “A CPMF, a Cofins e o PIS formam o grande volume de fomento dessa arrecadação que temos hoje”, ressalta Ferreira. As contribuições apresentam duas grandes vantagens ao governo federal. A primeira é não ter de repartir a sua arrecadação com estados e municípios, diferentemente do que ocorre com o Imposto de Renda (IR), o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto de Importação (II), que têm sua distribuição garantida
por lei. A segunda é que são de fácil fiscalização. Por exemplo, a alíquota da Cofins incide diretamente sobre
o faturamento das empresas não é preciso sequer fazer contas. E a CPMF é recolhida compulsoriamente da conta-corrente e repassada pelos bancos à Receita Federal.
Justamente com base na necessidade dessas receitas “garantidas” que o governo federal
já anunciou, inclusive, a intenção de mudar o sentido do “P” da contribuição financeira para
“permanente”.
Na sexta-feira passada, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, admitiu a importância
das contribuições aos municipalistas durante evento: “Antes as contribuições significavam
50% da arrecadação federal, hoje representam dois terços”, disse ele.
RELEVÂNCIA DAS CONTRIBUIÇÕES
Por essa proporção, Guilherme Loureiro, da equipe de economistas da Tendênc ias Consultoria Integrada, diz
acreditar que as contribuições hoje têm um papel importantíssimo no sistema de receitasadministradas. Foi contando com elas que o Governo Central Central – Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central
– se comprometeu a fazer 2,50% do Produto Interno Bruto (PIB) do total do superávit mínimo de 4,25% neste ano, quando as empresas estatais deverão fazer 0,85% do PIB e estados e municípios, juntos, 0,90% do PIB.
“Nos próximos anos, o Governo Central terá de gerar mais superávit e a participação das contribuições crescerá”, diz, ressaltando não ver, no curto prazo, qualquer chance de haver redução da carga tributária geral do País, que já está em torno de 39% do PIB.
A despeito da intenção de manter o nível de tributos, o ministro Paulo Bernardo afirmou que o governo tem procurado compensar a elevada carga com o aumento de programas sociais. “A política de transferência de rendas está trazendo reflexos como o medido pelo IBGE que demonstra que, mesmo com o crescimento baixo
do PIB, em 2004, a renda dos mais pobres cresceu 14% e a dos mais ricos 2,5%”. Rubem Marone, sócio da
Advocacia Gandra Martins e Rez ek, alerta para o fato de que, tendo esgotado o espaço para a criação de contribuições tradicionais, o governo tem optado por uma nova modalidade: as intervenções sobre o domínio econômico, como no caso da Cide e do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust). Segundo ele, muito embora a instituição desses tributos venha aliada à obrigatoriedade de seu criador repassar os recursos arrecadados ao setor a que se destina, isso não foi feito. “Ficou tudo no caixa da União”, afirma. Marone relata que o próprio Tribunal de Contas da União (TCU) indicou, em parecer, que durante cinco anos de
existência o governo retirou recursos da sociedade, sem que essa tenha recebido a contrapartida
prevista em lei, ou seja, programas para a universalização dos serviços de telecomunicações.
Isso ocorreu, de acordo com o TCU, pela incapacidade dos governos de formularem uma política consistente
para a aplicação dessas receitas.
*Colaborou Norberto Staviski

5 Comments:

Blogger silvio said...

Stella,
Fiquei, de fato,surpreso com seu aparecimento no Estranho, pois já havia me feito um comentário que futebol para você era coisa de marciano. Como você explicou bonitinho já compreendi.Legal o material que está mostrando. Até parece economista de tão técnica! Impostos no Brasil são, de fato, um roubo institucional. É incrivel que não haja um movimento mais consistente principalmente das classes médias. Boa noite e bom fim de semana. S.

quinta-feira, 15 junho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. camera phone upskirt pictures Webcam chat web cam free anal teen mom fucking effects of aderol Hydrocodone online fioricet metz flash compact 36 af-3 sabot minolta Girl inflating air mattress Kream pornstar Port huron sports dome from hilton paris pic sex tape Extreme gangbang oral cumshots severe rash bextra Isuzu rodeo engine overhaul kit digital photo printing Paris hilton hair styles

quinta-feira, 15 fevereiro, 2007  
Anonymous Anônimo said...

That's a great story. Waiting for more. 98 subaru bodykitys

quinta-feira, 22 fevereiro, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Looking for information and found it at this great site... » » »

segunda-feira, 05 março, 2007  
Anonymous Anônimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it film editing schools

sábado, 17 março, 2007  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home